Segunda, 20 de Setembro de 2021
71 99208-9314
Política Política

STF retoma nesta quarta julgamento sobre demarcação de terras indígenas

Sessão sobre 'marco temporal' em terras indígenas foi interrompida na última quinta-feira

01/09/2021 10h01
Por: Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar nesta quarta-feira (1º) o julgamento que discute se a demarcação de terras indígenas deve seguir o critério do “marco temporal”.

A corte aprecia um recurso da Fundação Nacional do Índio (Funai) que questiona a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). O julgamento começou na última quinta-feira (26), mas foi interrompido depois da leitura do resumo do caso pelo ministro Edson Fachin, relator do processo.

O critério do "marco temporal" define que índios só podem reivindicar a demarcação das terras que já eram ocupadas por eles antes da data de promulgação da Constituição de 1988.

A decisão dos ministros do STF é aguardada por milhares de indígenas de várias regiões do país que estão há 8 dias em Brasília no acampamento "Luta pela Vida", montado a cerca de dois quilômetros do Congresso Nacional. Atualmente, há mais de 300 processos de demarcação de terras indígenas abertos no país.

Os indígenas são contra o reconhecimento da tese do "marco temporal", enquanto que proprietários rurais argumentam que o critério é importante para garantir segurança jurídica. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é favorável à tese —considerada inconstitucional pela Defensoria Pública da União (DPU).