Segunda, 20 de Setembro de 2021
71 99208-9314
Entretenimento Política

Sérgio Reis se diz abandonado pela classe artística: ‘Só Roger mandou mensagem’

Cantor pediu desculpas pelos ataques ao Congresso e ao STF, mas voltou a pedir a saída dos ministros da Suprema Corte

23/08/2021 09h32
Por: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O cantor Sérgio Reis, de 81 anos, pediu desculpas pelos recentes ataques ao Congresso Nacional e aos ministros do Supremo Tribunal Federal. Em entrevista a RecordTV, o cantor disse que se sente abandonado pela classe artística. “Só o Roger, do Ultraje a Rigor, mandou mensagem de apoio”, comentou.

“Eu errei, cara.. Quem que não erra, quem não faz uma bobagem um dia? Não me arrependo de nada, só essa frase infeliz que brinquei com um amigo e vazou, mas não é a realidade. […] Quero me redimir com esse povo, desculpa. Até o Supremo [Tribunal Federal], se tiver algum pedido para me prender, aceito com respeito. Não saí daqui, não me escondi. Se 6h da manhã vier a Polícia Federal aqui em casa, eu me entrego. […] Eu sou democrático, sou do bem, sou do amor”, disse Sérgio Reis.

No entanto, apesar do pedido de desculpas, Sérgio Reis insistiu em pedir mudanças no STF e criticou os ministros que, segundo ele, “se acham os donos do país”.

“Eles [Supremo Tribunal Federal] tomam as atitudes que acham que estão certas, se acham os donos do país, fazem coisas que desagradam a gente. Isso incomoda. São soberanos, mas até aonde vai eu não sei. […] O Senado tem que acordar, desculpe. Pergunta para o povo que vai lá se eles concordam com eles. Eu não concordo. Se você concorda, problema seu, é seu direito, é democracia. A frase está errada, eu reconheço. Só não quero eles lá, alguém tem que tirar”, afirmou.