Terça, 15 de Junho de 2021
71 99208-9314
Política Política

‘Homem fraco, confuso’, diz Otto ao rebater críticas de Bolsonaro à CPI

Em live semanal, presidente atacou os trabalhos do colegiado e referiu-se ao senador baiano como uma "figura desqualificada"

04/06/2021 09h03
Por: Redação
Foto: Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Foto: Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Otto Alencar (PSD-BA), membro da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, reagiu a ataques feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante  live semanal na noite desta quinta-feira (3). Ao criticar os trabalhos da CPI, Bolsonaro criticou nominalmente Otto, o senador Omar Aziz (PSD-AM, presidente do colegiado, e o relator Renan Calheiros (MDB-AL).

"Uma figura desqualificada como Renan Calheiros, ou Otto [Alencar], ou Omar Aziz. Não tem cabimento. CPI é coisa séria. No passado, CPIs eram coisas sérias. Pessoal acha que com uma CPI vai derrubar o presidente. Vai derrubar por quê? Tão apurando desvios de recursos? Não, né, até porque o Renan falou que essa CPI não será usada para apurar desvios de recursos", atacou Bolsonaro.

No Twitter, Otto rebateu a fala de Bolsonaro. "Quanto às críticas feitas a minha atuação na #CPI, pelo PR @jairbolsonaro, reitero o que disse em 3/4/20. Meu Deus, como um homem tão fraco, confuso, que não sabe diferenciar o real do irreal e com falsas crenças pode tomar por meio do voto a dianteira em um País tão maravilhoso", escreveu o senador.

Otto, que é médico, tem ganhado holofotes na CPI ao refutar declarações de ex-membros do chamado "gabinete paralelo", que assessora o governo acerca do tratamento precoce, com o uso de medicamentos sem eficácia.