Sexta, 03 de Dezembro de 2021
71 99208-9314
Dólar comercial R$ 5,66 0.351%
Euro R$ 6,4 +0.433%
Peso Argentino R$ 0,06 +0.255%
Bitcoin R$ 330.523,96 -3.104%
Bovespa 105.091,37 pontos +0.6%
Economia Investimento

Grupo do Reino Unido quer aplicar R$ 2 bi em ferrovia na Bahia

Trecho terá 120 quilômetros e permitirá o escoamento do ferro produzido em Piatã; serão gerados 3 mil empregos

20/10/2021 09h49
Por: Redação
Foto: facebook/Brazil Iron
Foto: facebook/Brazil Iron

Responsável pela exploração de minério de ferro e manganês na cidade de Piatã, a Brazil Iron anunciou na terça-feira (19) um projeto de implantação de linha ferroviária na Bahia. Os 120 quilômetros da nova via serão conectados ao entroncamento da Ferrovia Integração Oeste Leste (Fiol) com a Ferrovia Centro Atlântica (FCA), em Brumado. O objetivo é escoar o minério produzido na cidade da Chapada Diamantina.

Segundo a empresa, que tem matriz no Reino Unido, serão aplicados R$ 2 bilhões. A obra deve gerar 3 mil empregos, com duração prevista de 36 meses após as autorizações por parte do Ministério de Infraestrutura e do governo estadual.

Junto com o trecho ferroviário, a companhia britânica pretende elevar a produção na Bahia para cerca de 10 milhões de toneladas anuais, gerando mais de 25 mil novos empregos. No país desde 2011, a Brazil Iron possui ao todo 24 processos de mineração, concentrados na região de Piatã.

“Este projeto representa um novo estágio para a produção de minério na Bahia sob todos os aspectos: seja na questão de extração, logística, peletização (agregar valor à matéria-prima), mas, principalmente, do ponto de vista de sustentabilidade e impacto econômico para o estado”, garante Guy Saxton, CEO da Brazil Iron.