Segunda, 20 de Setembro de 2021
71 99208-9314
Esportes Tokyo 2020

Simone Biles deixa disputa por equipes na ginástica por 'questões médicas'

Ela teve problema no salto e quase caiu na aterrisagem

27/07/2021 09h45
Por: Redação
AFP
AFP

Maior estrela desses Jogos Olímpicos, a ginasta americana Simone Biles está fora do time dos EUA para a final. Em comunicado, o time de ginástica diz que Simone foi retirada da competição final por conta de um "problema médico". Ela vai ser avaliada diariamente para determinar se está apta para retornar. 

No Centro de Ginástica Ariake, nesta terça-feira (27), a ginasta cometeu uma falha no salto, seu primeiro aparelho na final por equipes. Na hora da aterrisagem, ela quase caiu. Depois disso, foi anunciado que ela não iria mais competir.

 

Destaque também no Rio, em 2016, quando faturou quatro ouros e um bronze, a ginasta de 24 anos ainda pode disputar as cinco finais individuais de Tóquio.

Apesar das primeiras informações sinalizando uma lesão,  a emissora de TV NBC diz que a ginasta teria resolvido sair da equipe nesse momento por uma questão de saúde mental. Ontem, a estrela fez um desabafo nas redes sociais. "Não foi um dia fácil ou o meu melhor, mas consegui superá-lo. Eu realmente sinto que às vezes tenho o peso do mundo sobre meus ombros. Eu sei que eu ignoro e faço parecer que a pressão não me afeta, mas às vezes é difícil hahaha! As olimpíadas não são brincadeira!", escreveu.

Salto abaixo da média
Simone foi a última americana a se apresentar no salto, aparelho em que é muito forte. Ela anunciou que faria um Amanar, salto de grande dificuldade - envolve uma dupla pirueta e meia.

Na hora, ela executou o salto com uma pirueta a menos, tornando-o mais simples - um Yurchenko, pelo qual foi avaliada. Além disso, o erro na pirueta prejudicou a aterrisagem de Simone, que quase caiu. Ela tirou 13,766, bem abaixo do seu padrão.

Depois, Simone saiu indicando algo para os treinadores. Já em seguida abriu mão de participar nas barras assimétricas. Depois, Simone abandonou as demais apresentações, mas continuou ao lado das companheiras durante a competição.

Com isso, os EUA vai que usar reservas nas provas restantes para tentar conquistar o terceiro título consecutivo na competição.