E-mail

redacao@baianonews.com.br

WhatsApp

71 99208-9314

gov 06.04 a 05.04
SECOM - ESTADO SOLIDARIO
Covid-19

Rui Costa decreta mudanças nas medidas restritivas a partir da próxima segunda; confira

Novas regras foram publicadas hoje (2) no Diário Oficial do Estado (DOE)

02/04/2021 09h00Atualizado há 2 semanas
Por: Redação
Foto : Fernando Vivas/GOVBA
Foto : Fernando Vivas/GOVBA

O governador da Bahia Rui Costa (PT), em conjunto com prefeituras, decretou a prorrogação do toque de recolher e mudanças nas medidas restritivas entre os dias 5 e 12 de abril. As novas regras foram publicadas hoje (2) no Diário Oficial do Estado (DOE).

Confira as novas medidas:

  • O toque de recolher passará a valer das 20h às 5h;
  • Os estabelecimentos comerciais deverão fechar 30 minutos antes do horário de encerramento;
  • O serviço de delivery de restaurantes, bares e congêneres podem funcionar até meia noite;
  • Os transportes metropolitanos terão a circulação suspensa entre as 20h30 e as 5h;
  • As bebidas alcóolicas não poderão ser comercializadas das 18h de 9 de abril até as 5h de 12 de abril;
  • As práticas de atividades coletivas seguirão proibidas;
  • As academias e estabelecimentos voltados para a realização de atividades físicas poderão funcionar com 50% da capacidade do local e seguindo os protocolos sanitários contra a covid;
  • Os eventos e atividades que gerem aglomerações continuarão proibidos;
  • Os atos religiosos litúrgicos poderão funcionar com 30% da capacidade local, ventilação cruzada e demais protocolos sanitários contra a covid;
  • Os Ferryboats não poderão circular das 20h30 às 5h entre os dias 5 a 9 de abril e fica proibido nos dias 10 e 11 de abril;
  • As lanchinhas ficarão suspensas entre as 20h30 às 5h, com 50% de ocupação nos dias 10 e 11 de abril;
  • Os serviços necessários ao funcionamento de toda e qualquer atividade industrial, do setor eletroenergético, das centrais de telecomunicações (call centers) que operem em regime de 24h e dos Centros de Distribuição e o deslocamento dos seus trabalhadores serão permitidos.