Quarta, 17 de Agosto de 2022
71 99208-9314
Educação Paralisação

Professores de universidades estaduais fazem paralisação nesta terça

Categoria reivindica retomada de negociação com o governo e reajuste salarial acima da inflação

31/05/2022 09h37
Por: Redação
Foto: Divulgação/Uneb
Foto: Divulgação/Uneb

Professores das universidades estaduais da Bahia (UNEB, UEFS, UESB e UESC) realizam paralisação nesta terça-feira (31) e realizam protestos nos portões de cada unidade de ensino para reivindicar a retomada de negociações com o governo Rui Costa (PT) e o reajuste salarial acima da inflação.

A Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb) orienta que nos atos os professores promovam atividades como panfletagem, debates sobre conjuntura, fixação de faixas, ocupação das redes sociais e a participação em programas de rádios locais. “O intuito é dialogar com a sociedade sobre os problemas que impactam a categoria docente e a educação pública superior”, destaca a Aduneb.
SALVADOR

No pórtico do campus da Uneb, em Salvador, os professores organizam um café da manhã a partir das 7h. Ainda no período da manhã, estão previstas atividades de mobilização, debates a respeito da PEC 206/19, sobre cobrança de mensalidades nas universidades públicas, além da pauta interna do do movimento docente, a exemplo de reajuste salarial, promoção e progressão de carreira e mudança de regime de trabalho.

Após o almoço, as representações do Fórum das Associações de Docentes das Universidades Estaduais da Bahia (Fórum das ADs) estarão no Centro Administrativo da Bahia (CAB) para pleitear audiências com secretários de governo e reuniões com parlamentares da Assembleia Legislativa.

Durante a paralisação os professores devem ainda dialogar sobre problemas provenientes da atual conjuntura, a exemplo do adoecimento psíquico que atinge estudantes, docentes e integrantes do corpo técnico-administrativo. Serão discutidos ainda temas como assédio moral, insuficiência de programas de permanência estudantil e evasão, além da luta por melhores condições de trabalho. O ato contará também com homenagem a integrantes da comunidade acadêmica que perderam suas vidas na pandemia.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.