Quinta, 29 de Julho de 2021
71 99208-9314
Cidades Social

Projeto "Agro Fraterno" distribui 2 mil cestas básicas para a zona rural de Feira de Santana

85 municípios baianos serão contemplados

07/07/2021 12h36
Por: Sérgio Di Salles
Foto : Baiano News
Foto : Baiano News

O Senar, em parceria com a Federação Baiana de Agricultura e Pecuária da Bahia (FAEB) e a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), iniciaram o projeto “Agro Fraterno” em Feira de Santana, na manhã desta quarta (07). Cerca de 2 mil famílias da zona rural da cidade, que estiverem devidamente cadastradas no Cras/CadÚnico, serão contempladas com cestas básicas. Em toda a região, este número será de 93 toneladas de alimentos, e 6.200 cestas distribuídas.

A cerimônia de apresentação aconteceu na sede do Senar, que fica na avenida João Durval Carneiro, e contou as presenças de representantes dos órgãos envolvidos na iniciativa e de lideranças políticas, a exemplo do prefeito Colbert Martins Filho. “São 85 municípios, e Feira de Santana é o primeiro deles. Vamos fazer a entrega a cada família dos 8 distritos. Cestas que foram doadas pelo agronegócio e aproveito para agradecer ao presidente da CNA, João Martins da Silva Júnior, ao presidente da FAEB, Humberto Miranda, e Feira de Santana se sente orgulhosa neste momento em receber estas cestas. Aqui estão armazenadas cestas para 85 municípios e destas, 2 mil serão entregues aqui na nossa zona rural”, disse o prefeito.

O Secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Antônio Carlos Borges Junior, explicou os critérios utilizados para a distribuição das cestas e demonstrou solidariedade às famílias que enfrentam o momento, considerado um dos mais difíceis. “Estamos promovendo junto à comunidade rural esta ação de entrega das cestas para aquelas famílias que estão em extrema pobreza, com renda per-capta de R$ 0,00 a R$ 89,00, ou pobreza de R$ 89,00 a R$ 171,00. Temos os CRAS que atendem a estes territórios e já temos uma demanda de solicitação de atendimento do serviço social a estas famílias, seja em função da pandemia, em função deste momento de desemprego, de desalento, então, é necessário que a gente possa fazer ações como esta e levar às famílias que estão em vulnerabilidade social o benefício do Bolsa Família ou da segurança nutricional alimentar. Estaremos fazendo esta logística junto com a equipe que foi designada pelo Senar para trabalhar conosco neste processo”, disse.

O presidente da Federação Baiana de Agricultura e Pecuária da Bahia, Humberto Miranda Oliveira, ressaltou a importância econômica de Feira de Santana para ser escolhida como a primeira a receber o projeto e explicou como será a logística. “Feira de Santana é a nossa maior cidade do interior, a nossa capital do interior da Bahia, e a gente precisava dar este ponta pé inicial para todo o estado aqui. A iniciativa foi da Confederação Nacional da Agricultura, juntamente com a Senar, com a FENAB, o sindicato de produtores. Vamos realizar esta distribuição em 85 municípios da Bahia e o critério da escolha foi exatamente onde temos o sindicato dos produtores rurais devidamente organizado para que tivéssemos um critério claro e alguém com capilaridade para a distribuição destas cestas. Os sindicatos farão esta distribuição em parceria com as prefeituras, como está acontecendo aqui. São mais de 400 toneladas de alimentos, mais de 27 mil famílias que serão atendidas e uma forma do setor agropecuário retornar para o campo com ajuda para famílias neste momento de dificuldade”, concluiu.