Terça, 15 de Junho de 2021
71 99208-9314
Cidades Caso Andrade

Premonição seria motivação do assassinato do médico Andrade, diz suspeito

Polícia não acredita na versão do suspeito

04/06/2021 19h03
Por: Redação
Foto: De Olho na Cidade
Foto: De Olho na Cidade

A Polícia Civil divulgou novas informações sobre o caso do assassinato do médico psiquiatra Andrade Santana Lopes, de 32 anos. Segundo a polícia, o outro médico, amigo de Andrade, que está preso desde 28 de maio, que confessou o crime essa semana, disse em depoimento que matou Andrade porque teve sinais de que seria assassinado por ele.

Ao Programa Altos Papos, o Coordenador da Polícia Civil, Dr. Roberto Leal contou que o Geraldo Freitas de Carvalho teria alegado que matou o amigo por conta de um sonho premonitório e temia ser assassinado por Andrade. 

O depoimento foi prestado na quarta (02), Geraldo passou mais de 6 horas contando detalhes em relação ao crime que aconteceu no dia 24 de maio deste ano.

De acordo com o delegado, Geraldo Freitas afirmou que não tinha nenhuma intenção de tirar a vida de Andrade, mas ao chegar ao encontro do amigo no Rio Jacuípe, para passear de moto aquática, acabou tendo acesso ao celular da vítima e percebeu uma conversa com um desafeto dele.

Sobre a versão da moto aquática, o delegado esclareceu que o acusado é que estava planejando comprar o veículo. Já com relação à arma, Andrade estava se habilitando para comprá-la como atirador.  A polícia está ouvindo outras pessoas, que estão agendadas, para aprofundar as investigações, porque várias informações foram prestadas pelo investigado e elas precisam ser indagadas.