Quinta, 28 de Outubro de 2021
71 99208-9314
Covid-19 Covid-19

Rui afirma que pode ir ao STF para continuar vacinando adolescentes

Na semana passada, o Ministério da Saúde recomendou a suspensão da imunização para menores sem comorbidades; CIB decidiu reinserir este público

20/09/2021 09h33
Por: Redação
Foto: assessoria/SUPCOM PM Lauro de Freitas
Foto: assessoria/SUPCOM PM Lauro de Freitas

Se for necessário, o governo baiano vai acionar o Supremo Tribunal Federal para garantir a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. A afirmação foi feita pelo governador Rui Costa na manhã desta segunda-feira (20), em entrevista a rádios do interior. Na semana passada, o Ministério da Saúde editou uma recomendação que suspende a imunização de menores sem comorbidades. Algumas capitais, como Salvador, atenderam ao órgão federal, mas na sexta-feira (17) a Comissão Intergestores Bipartite decidiu pela manutenção do deste público nas ações de imunização.

 

“Nossa orientação é não seguir o ministério no sentido de não vacinar adolescente. Não faz o menor sentido”, resumiu Rui. “Eu quero recomendar que a gente continue em todos os municípios a vacinação. A vacina é que protege as pessoas, salva vidas”.  O gestor argumentou que a inclusão dos adolescentes na imunização contra a Covid-19 é adotada por outros países, sem nenhuma indicação de suspender a aplicação de vacinas.

 

Perguntado sobre a área de eventos e celebrações, o governador descartou qualquer chance de o Estado liberar iniciativas com acesso de público com apenas uma dose de vacina contra a Covid-19. Para o governador, a proteção com apenas uma aplicação é reduzida, tanto que com os idosos já está havendo a terceira aplicação. “Estou esperando apenas a vacinação em segunda dose avançar para ampliar a exigência (de ter tomado a aplicação de reforço)”, respondeu.  Na entrevista, Rui  ressaltou que, do ponto de vista legal, o interesse coletivo e a proteção à saúde prevalecem sobre o interesse pessoal.